Tenho cabelo curtíssimo (e isso não me faz menos feminina)

por Helô D’Angelo

Eu costumava usar cabelos compridos. Bem compridos mesmo, tipo, na altura dos seios. Mas isso sempre foi bastante difícil, primeiro porque eu tenho muito cabelo, e segundo porque eles são bem cacheados e exigem um cuidado especial, com vários cremes e hidratações.

Recentemente, resolvi cortar bem curtinho, estilo pixie. E quer saber? Me sinto linda ❤

Mas é engraçado ver como as pessoas me olham diferente. Desde que cortei, já fui chamada de sapatão, relaxada, menininho e o meu favorito (e mais bizarro): viadinho. Alguns amigos, inconformados, passam a mão no meu cabelinho e suspiram, dizendo: “poxa, Helô, mas seu cabelo era tão bonito”. Meu pai, em toda a sua esplêndida (só que não) macheza, costuma bagunçar minhas mechas e dizer que estou careca, em tom de é-brincadeira-mas-espero-que-você-pense-nisso. Ele não cansa de tecer comentários como “tá estranho esse topete?” ou “você não acha que está pouco vaidosa?”. Minha mãe costuma me olhar torto, mesmo ela mesma tendo cabelo curto, e me pergunta se eu não vou deixar crescer.

Sempre fico um pouco surpresa de ver como 1) as pessoas se importam com cabelo, que é apenas um monte de matéria orgânica morta, e 2) como elas parecem querer ter um controle absurdo sobre o meu corpo, a minha vida e as minhas escolhas. Como se o fato de eu ter cabelo curto me tirasse dos eixos, do “caminho certo da vida”. Como se fosse demais para todos eles eu ter cabelo curto. Como se eu ligasse, enfim, para o que pensam ou deixam de pensar do meu cabelo e da minha aparência.

Acho que todas essas frases e ações são expressões de uma sociedade já muito dominada pelo machismo. Indo além do meu círculo de amigos, essa “raivinha”contra o meu cabelo continua e aumenta. Desde que cortei, passei a receber menos cantadas na rua e assédios na balada, por exemplo (ainda bem, diga-se de passagem). Minha cabeleireira ficou chocada quando eu disse “corta tudo”, e tentou me convencer dizendo que um cabelo curto era “masculino demais”. Poxa, é só pensar no nome do corte: joãozinho.

Mas o fato é que eu nunca estive tão feliz com um corte de cabelo. Não perco mais tempo tentando escolher um xampu adequado, nem passo horas fazendo hidratação ou escova. Não tenho que esperar o cabelo secar para dormir, Não preciso me preocupar com vento, cloro, sal, sol, enfim, com nada, porque meu cabelinho fica ok com tudo. Perdi o papo com algumas pessoas, porque percebi que a gente só falava de cabelo, então essas pessoas acabaram saindo da minha vida. Sumiram os caras babacas à minha volta, porque eu simplesmente parei de dar ouvidos a pessoas que ligam sexualidade ao corte de cabelo da pessoa. Faz tempo que não olho uma revista pensando “como diabos esses cabelos ficam assim?!”. Ah, e encontrei milhares de jeitos incríveis de usar lenços na cabeça!

Não estou falando que todo mundo tem que cortar o cabelo. Nem que quem tem cabelo comprido não á bacana, cruz credo. De jeito nenhum: meu manifesto é justamente pela liberdade dos cabelos, em cor, forma, comprimento, volume e inclusive em ausência. Quero poder ter meu cabelinho em paz e me libertar da ditadura dos cabelos compridos que me tiram o tempo de fazer outras coisas (ou simplesmente de ficar sem fazer nada).

Aliás, já estou pensando em raspar. É como diria Lady Gaga: sou tão livre quanto o meu cabelo!

Helô D'Angelo tem 21 anos e curte jornalismo, mas ama  de paixão jornalismo em quadrinhos sobre minas.
Helô D’Angelo tem 21 anos e curte jornalismo, mas ama de paixão jornalismo em quadrinhos sobre minas.
Anúncios

Um comentário

  1. UAU! É bem isso mesmo! Teve quem jurou de pé junto que sou lésbica! E eu fico “WTH?” Não faz o mínimo sentido isso! Eu li em um canto qualquer por aí, que mulher TEM que ter o cabelo comprido e eu ZzzzZzzz Estou me sentindo muito mais bela de cabelo curto e, aliás, não me vejo de cabelo longo nunca mais! rs

    Curtir

o que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s