Tratamentos para a candidíase

por Helô D’Angelo

Por um desejo maléfico da deusa, eu sofro de candidíase crônica. Por um lado, quero morrer toda vez que tenho um ataque. Por outro, já fiz tantos tratamentos que acabei criando um tipo de dicionário dos remedinhos da cândida. Para que tudo isso não seja em vão (dramática), resolvi compartilhar com vocês!

  1. Fluconazol
    O Fluconazol é um comprimido antifúngico de dose única bem barato. É o tratamento mais comum e, em geral, mais eficaz para a doença. Na caixinha, vem dois comprimidinhos: um para você e um para o seu parceiro ou a sua parceira, para evitar a recontaminação. O problema é: o Fluconazol é muito forte, então, caso ele não funcione em três dias, não tome outro em seguida; espere, no mínimo, uma semana. Mas o melhor é ir ao ginecologista!
  2. Clotrigel
    É um gel em bisnaga que vem com três aplicadores, mais ou menos como seringas ou tipo aqueles aplicadores do Tampax. Por três noites, você vai aplicar o Clotrigel na ppk e dormir com ele. Geladinho, o gel traz um alívio imediato enquanto luta com os fungos do mal. Lembre de usar um absorvente, porque ele vaza bastante.
  3. Banho de assento com: bicarbonato de sódio
    Essa não é a melhor opção para quem já está em um estágio de coceira e/ou dor avançado, mas pode ajudar bem no comecinho da candidíase, já que o bicarbonato neutraliza o pH vaginal, o que ajuda a barrar o crescimento do fungo. Em uma bacia limpa (limpa mesmo, nada de resto de Veja ou sei lá), dissolva umas três colheres de bicarbonato em água morna. Sente na bacia por uns 15 minutos, de modo que a ppk fique imersa, e depois seque a ppk sem lavar. Cuidado: evite ficar mais de 15 minutos, porque o bicarbonato pode irritar a vagina e piorar a situação.
  4. Banho de assento com: chá de camomila
    Gosto de fazer banho de assento com camomila para dar um alívio quando a ppk já está muito inflamada na calada da noite, mas eu já estou tão desesperada que não tem mais o que fazer. A camomila acalma a pele e diminui a ardência, mas não cura nada. É um último recurso antes que enfiar uma escova de mamadeira na ppk comece a parecer uma boa ideia.
  5. Acupuntura e fitoterapia
    Acupuntura ajuda. MUITO. Como o estresse pode ser uma das causas da candidíase, a prática milenar chinesa pode te ajudar a regular seu corpo e relaxar, diminuindo consideravelmente os sintomas e reestabelecendo um equilíbrio corporal para evitar novos ataques. Além disso, tudo melhora: pele, cabelo, autoestima… Não tenha medo das agulhas: elas são fininhas! A fitoterapia regula seu corpo entre as sessões e é tipo um chazinho gostoso ❤ Eu sei que é complicado falar isso quando sua vulva tá ardendo nas chamas da coceira de satanás, mas tenha paciência: o tratamento é a longo prazo.
  6. Outras dicas úteis:
  • tente dormir sem calcinha: assim, sua ppk ventila depois de passar o dia presa na calça jeans. Se estiver em casa, fique de vestido e sem calcinha também, por que não?
  • prefira o algodão: tecidos muito sintéticos podem prejudicar a ventilação, e ppk abafada é ppk doente!
  • evite usar sabonetes dentro da vagina, mesmo que eles sejam “íntimos”ou “reguladores de pH”. Isso é besteira! Se eles regulassem mesmo seu pH, o cheiro natural da sua ppk seria de flores, e não de ppk. Fuja.
  • ficar o dia todo com o mesmo absorvente interno pode não ser uma boa ideia, porque, ao contrário do copinho menstrual, ele é de algodão e acumula umidade. Fungo + umidade = festa dos fungos, então é bom ter cuidado.
  • eu sei que é difícil e eu mesma não faço isso, mas evitar gorduras, carboidratos e álcool ajuda muito, porque é mais ou menos disso que o fungo se alimenta.
  • iogurte ou qualquer outro regulador de intestino ajuda pra caramba, porque às vezes o problema pode ser uma inversão da sua flora vaginal, e regular isso pode resolver tudo
  • sono é essencial para regular seu corpo. Vá dormir um pouco mais cedo, o que custa?
  • exercícios físicos ajudam a desestressar e, consequentemente, contribuem para realinhar seu pH vaginal também. Vale a pena pensar numa Yoga, por exemplo, hein?

Dica final: o site Candidíase Tem Cura é muito bom. Aprendi muito sobre a doença nele e vi que existem várias outras minas com o mesmo problema que eu. Não se sinta mal: é natural e super comum! Se quiser, você pode ler meu outro post sobre a minha história com a cândida pra ver que é super normal.

E você? Tem algum outro tratamento bacana que eu não citei? Me conta, qualquer ajuda é ajuda! ❤

Helô D'Angelo tem 21 anos na cara e nenhuma ideia do que quer fazer da vida quando terminar a faculdade de jornalismo.
Helô D’Angelo tem 21 anos na cara e nenhuma ideia do que quer fazer da vida quando terminar a faculdade de jornalismo.
Anúncios

7 comentários

  1. Acho que sei bem o que isso , anos tratando e nada , usei tudo que pude usar , médicos , pomadar remédio e nada . Comecei fazendo autohemoterapia e durante 2 meses 2 comprimidos de Ascaridil , ex : 1 na terça feira e outro na quinta feira , já no primeiro comprimido sumiu coceira cistite . Tem que ser acompanhada de Autohemoterapia. Veja Dr. Luiz Moura no YouTube. Para mim deu certo.

    Curtir

  2. amigas
    1 fica pra quando ta com a menininha pegando fogo e você ta querendo ralar ela no asfalto mas ao mesmo tempo não da nem pra relar:
    óleo de côco (o ideal seria o exxtra virgem)
    alivia bastante e ajuda quando sua consulta é só amanhã mas você ja ta na aflição e no desespero
    lambusa ela que alivia

    Curtir

o que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s