Não é feio sentir prazer! Vamos falar sobre masturbação feminina?

 

por Luiza Donatelli

Você se masturba?

“Quando tinha uns 13 anos, um colega da escola me perguntou e eu fiquei horrorizada, disse que não, mesmo o fazendo. Eu achava que fosse errado ou algo estranho para uma menina fazer, já que nunca via as meninas falando disso” – Letícia*, 18 anos.

“Lá pelos 12,13 anos eu comecei a me masturbar. Não sei muito bem porque eu comecei ou como descobri que existia, mas achei bom e continuei fazendo, com uma leve sensação de culpa – tinha a impressão de que era errado já que ninguém podia ouvir ou saber e também porque ninguém falava daquilo. Não sabia nem que chamava “masturbar”  Karina, 22 anos.

O relato dessas mulheres mostra a necessidade da educação sexual. A sexóloga Maria Lúcia Biem explica que, apesar de toda liberdade sexual hoje em dia, o assunto ainda é um tabu por causa do machismo. Com os homens, acontece o contrário; eles são cobrados a ter e mostrar o desejo sexual. A fim de ajudar a criança no processo de entender a sexualidade, a especialista recomenda que os pais tratem do assunto de forma natural e não como algo proibido; assim a criança entra na adolescência por um processo normal, sem traumas.

siririca
Crédito: lovelove6

A educação sexual começa cedo

  • Mesmo os bebês podem tocar seu órgão genital, sentir uma sensação prazerosa e repetir o ato. Não há – obviamente – uma conotação sexual, mas os pais devem estar atentos para que o bebê não desenvolva um vício.
  • Quando a menina é criança, e os pais observarem que ela está se masturbando, é recomendado explicar que a vagina (importante falar o termo certo, mesmo que ela não entenda) é uma região delicada e, que se esfregada constantemente, pode machucar. Nesse momento é também necessário dizer que não é errado, mas que não se deve fazer em público.
  • Os pais devem estar atentos a qualquer referência que a criança fizer sobre sexo: saber o que ela pensa, até onde ela sabe etc.
  • Se surgir a dificuldade e faltarem as palavras certas, existem muitos livros didáticos sobre sexo que os pais podem ler para a criança. Isso ajuda muito o diálogo.
  • Se a criança fizer uma pergunta e os pais não tiverem certeza da melhor resposta, o conselho é ser honesto, dizer que não tem certeza, mas que vai pesquisar e depois vão voltar nesse assunto porque é importante.

Pecado, proibição, culpa

A masturbação feminina pode estar associada a sentimentos negativos por causa de uma educação muito repressiva, machismo, questões religiosas etc.

“Eu sentia culpa quando era mais nova. Hoje passou. Só me sinto um pouco sozinha de vez em quando.. sinto uma pressãozinha do mundo de que devia ter alguém ali pra me dar prazer e que masturbar é meio que a última opção, mas estou tentando desconstruir isso”. Karina, 22 anos

“Já tive medo de ser pega –divido o quarto com a minha irmã, que dorme feito uma pedra, ainda bem. Já tive medo da minha mãe ouvir também, sou meio escandalosa” – Karina, 22 anos

“Já senti solidão, uma vez só, de resto, nunca”  – Sofia, 23 anos

Agora vamos lá: você não se masturba por quê?

❤ “É feio”
Ouça a especialista: “Às vezes os pais falam isso porque uma criança se masturbou em público e não sabem como agir. Mas sem uma educação sexual adequada a filha cresce pensando que é errado se tocar e isso gera um trauma, uma repreensão. Outro motivo é o machismo: homens podem (e devem) se masturbar, já a mulher é muito reprimida; mas isso está mudando”.

❤ “Eu tenho vergonha”
Ouça a especialista: “O corpo humano foi muito bem feito e organizado. Tudo tem uma função: boca, intestino… e órgão genital tem uma muito bonita: é por onde sai a urina, as fezes, onde você concebe a vida através de uma relação sexual e uma fonte de prazer”.

❤ “Eu tenho nojo”
Ouça a especialista: “Se você cuida do seu corpo direitinho, não tem que ter nojo, cheiro ruim é de quem não se cuida. Higiene é fundamental”.

❤ “Eu não tenho vontade”
Ouça a especialista: “Se não sente falta, tudo bem também! Respeite o seu corpo”.

❤ “Eu sinto culpa”
Ouça a especialista: “A culpa pode estar relacionada a religião. Em algumas religiões há interpretações de que é pecado se masturbar. É importante pensar que você está conhecendo o próprio corpo, não está prejudicando ninguém. Se você tem vontade e se incomoda com isso, pode conversar uma terapeuta, ou líder religioso (como padre, sheik etc) e/ ou não praticar”.

Por que você deveria se masturbar?

Me masturbo frequentemente porque acho gostoso e acho que me ajuda a relaxar” – Letícia, 18 anos.

” Já me masturbei porque senti curiosidade e vontade” -Sofia, 23 anos.

Me masturbo porque dá vontade, às vezes vendo algum filme ou lendo alguma coisa que envolva sexo. Mas às vezes do nada também, quando faz tempo que eu não transo” – Karina, 22 anos.

Acho um máximo poder gozar praticamente a hora que eu quero, sem precisar estar namorando ou pegando alguém” – Karina, 22 anos.

Eu sinto que a minha primeira vez foi bem tranquila justamente porque eu já conhecia meu corpo, sabia o que me dava é o que não me dava prazer, sabia as formas do meu corpo, e me sentia segura pra deixar outra pessoa tocar nele, porque podia premeditar as reações” – Letícia, 18 anos.

Depois de me masturbar ganhei uma consciência do meu corpo que eu não tinha” – Sofia, 23 anos.

Ou seja: se masturbe…

❤ Porque você quer.
❤ Para conhecer melhor o próprio corpo e as formas de sentir mais prazer.
 É uma maneira de relaxar e aliviar tensões.
 Pode melhorar as relações sexuais.

Alertas!

❤ Não se masturbe com objetos que possam machucar, nem com vegetais fálicos (que podem contaminar seus genitais) ou objetos que possam se quebrar ou enganchar na vagina.
❤ Fique atenta para usar os brinquedos do sexshop de maneira adequada.
❤ 
Evite usar vibradores muito frequentemente, pois pode dificultar chegar ao orgasmo em uma relação sexual.
 E, claro, tome cuidado para não se viciar! Isso pode atrapalhar sua rotina de trabalho, estudo etc.

Masturbação e relação sexual

A masturbação pode influenciar o prazer e também as exigências durante a relação sexual:

Não gosto de me masturbar sozinha, não que seja ruim, mas é meio sem graça pra mim… com meu companheiro eu gosto“- Sofia, 23 anos

Bom, como eu comecei a me masturbar ainda virgem, sexo pra mim sempre pareceu meio sem graça, porque eu tinha muito mais orgasmos sozinha do que com os caras. Talvez fosse diferente se tivesse sido ao contrário ou talvez seja algo meu. Acabei descobrindo, cedo, que penetração não me dá tanto prazer quanto toques e carícias” – Karina, 22 anos.

Masturbação em qualquer idade!

Vale lembrar que a masturbação pode acontecer desde cedo, desde as crianças que descobrem áreas de prazer, até mesmo idosas que usam a masturbação para satisfazerem seus desejos sexuais – a grande diferença é o nível de consciência do ato. Agora que você já desmistificou o tabu sobre a masturbação, que tal conhecer seu próprio corpo e sentir prazer?

* todos os nomes foram alterados para preservar a privacidade das fontes.

16730983_10207310132345356_217099070_n
Luiza Donatelli é apaixonada por história e francês e acha que purê de maçã tem gosto de felicidade. Recém-formada em jornalismo, já estagiou na Bcoolt e na Veja.
Anúncios

Um comentário

  1. “E, claro, tome cuidado para não se viciar! Isso pode atrapalhar sua rotina de trabalho, estudo etc”. Acho que nesse caso só vale ressaltar que a masturbação não é algo de fácil vício como álcool, por exemplo; não cabe uma orientação com “cuidado para não viciar”, não é assim que funciona, definitivamente. Pessoas que se viciam em masturbação já são, por “natureza” ou pré-disposição, viciadas em sexo, conhecidas, popularmente, como ninfomaníacas; que é realmente uma psicopatologia e atrapalha e/ou dificulta grandemente a vida social, profissional e até amorosa da pessoa. Gabriela, Psicóloga ❤

    Curtir

o que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s